Notícias

Atos periciais no NCPC é tema de formação ministrada a psicólogos e assistentes sociais

Com o advento no Novo Código de Processo Civil (Lei nº 13.105/2015), a atuação dos psicólogos e assistentes sociais foi fortalecida no âmbito do processo judicial por meio do estabelecimento de peritos nos processos e da mediação como meio de resolução de conflitos.

b_480_360_16777215_00_images_noticias_fotos_201705_NCPC_PSI.jpgDiante da atual realidade e objetivando que estes profissionais possam identificar os requisitos necessários para a prática profissional dentro das especificações no novo rito processual, a Escola da Magistratura do Estado de Rondônia (EMERON) promoveu nos dias 22 e 23 de maio, o curso “Novo Código de Processo Civil para Psicólogos e Assistentes Sociais: novas perspectivas periciais e o papel do assistente técnico”.

O curso teve como foco as atuações profissionais de perito e de mediador, tendo como base de estudos a Lei N.13.105/2015, a Resolução 125 do Conselho Nacional de Justiça, que define o papel do mediador e do conciliador no âmbito judicial; e a Lei da Mediação nº 13.140/2015. Nesse contexto, foram discutidos temas como os requisitos necessários para a elaboração dos documentos periciais, o papel do assistente técnico e do mediador, além de análises práticas de jurisprudência conforme o Novo Código de Processo Civil.

A realização do curso atende a uma solicitação dos psicólogos e assistentes sociais do Poder Judiciário Rondoniense que sentiram a necessidade de aprofundar os conhecimentos sobre as alterações do NCPC e suas implicações no exercício profissional da classe.

Fonte: Assessoria de Comunicação – Emeron
Permitida a reprodução mediante citação da fonte Ascom/Emeron

Acompanhe-nos nas redes sociais: twitter.com/emeron_rondonia e facebook.com/EmeronRO