Magistrados e equipes multidisciplinares que atuam com violência contra a mulher de em todo o Brasil reuniram-se em Natal para o Fórum Nacional de Juízes de Violência Doméstica e Familiar (Fonavid), que aconteceu no período de 8 a 11 de novembro. Este ano, o Fórum teve como tema “Violência Doméstica como Fenômeno Mundial e Multidisciplinar”.

 

O painel “A atuação da ONU no combate à violência de gênero e as convenções internacionais” com a Representante do Escritório ONU Mulheres no Brasil Nadine Gasman e a Conselheira do Conselho Nacional de Justiça Daldice Santana abriu as atividades no evento na noite de quarta-feira, 8.

Na quinta-feira, 9, além de vários painéis foram promovidas Oficinas de Boas Práticas para a discussão e o compartilhamento de boas experiências adotadas pelos Tribunais. A juíza da 1ª Vara Criminal da Comarca de Colorado D'Oeste Márcia Regina Gomes Serafim coordenou a Oficina IV, em que foram apresentados os projetos Medida Protetiva Eletrônica (TJRN), Fênix (TJSP), Círculos de restabelecimento com mulheres em medida protetiva (TJAP) e Proposta de Intervenção com autores de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher (TJPE).

Já no dia 10, grupos de debates discutiram temas importantes para o avanço do combate a violência de gênero, como medidas protetivas e atuação das equipes técnicas. O juiz titular do Juizado de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher da Comarca de Porto Velho Álvaro Kalix Ferro atuou como expositor no grupo de debates sobre questões legislativas concernentes à violência contra a mulher.

 

 

Além de Márcia e Álvaro participaram do FONAVID os juízes do Tribunal de Justiça de Rondônia Adriano Lima Toldo, Liliane Pegoraro Bilharva e Kerley Regina Ferreira de Arruda Alcântara, e as servidoras Deime Jacqueline dos Santos Geraldo, esta contemplada pelo Edital 21, e Aline Rodrigues Moreira Dantas.

 

 

O evento foi encerrado na manhã de sábado com o Cine Debate com exibição do documentário Flores de Pilões, sobre a criação de uma cooperativa de cultivo e venda de flores formada por mulheres da região do Brejo da Paraíba. O objetivo do Cine Debate foi discutir o empoderamento econômico como meio de rompimento do ciclo de violência.

Fonte: Assessoria de Comunicação – Emeron (com informações do TJRN)

Permitida a reprodução mediante citação da fonte Ascom/Emeron

Acompanhe-nos nas redes sociais: twitter.com/emeron_rondonia e facebook.com/EmeronRO

Poder Judiciário de Rondônia
Escola da Magistratura
Rua Tabajara, 834. Bairro Olaria. CEP 76.801-316
emeron@tjro.jus.br
(69)3217-1066