De 9 a 13 de abril, está sendo realizada na Escola da Magistratura do Estado de Rondônia (Emeron) a quarta turma da Formação de Mediadores Judiciais. Assim como na terceira turma, o curso é voltado a servidores de comarcas do interior de Rondônia, que atuam em cartório ou nos Centros Judiciários de Soluções de Conflitos e Cidadania (Cejusc).

A servidora Patrícia Brandelero, do cartório criminal de Rolim de Moura, conta que já havia feito a formação de conciliadores e que a capacitação para mediador é um aprofundamento no mesmo universo de técnicas, que visam a pacificação e o conserto da comunicação entre as partes, de forma a prevenir a judicialização das questões. “O curso está maravilhoso, é uma proposta inovadora que aposta na melhoria da comunicação e você consegue ver a importância. A ideia é oferecer esse trabalho nas comarcas para que as pessoas aprendam a técnica até uma situação ideal em que absorvam a tal ponto de não precisar mais da mediação”, explica ela.

As aulas teóricas, novamente ministradas pelos psicólogos do Tribunal de Justiça de Rondônia Fredson dos Santos Batista e Zeno Germano de Souza Neto, ambos mediadores formados pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), visam oportunizar ao participante a aplicação adequada de métodos consensuais de solução de conflitos, inclusive com simulação de mediações, propiciando o estabelecimento e potencialização da cultura da paz e da eficiência da justiça. De 30 de abril a 30 de outubro, os alunos participam ainda de um período prático no estágio supervisionado, fase de vivência e aprimoramento dos conhecimentos com a atuação em casos reais que necessitem de mediadores. O estágio acontece no Serviço de Apoio Psicossocial às Varas de Família da Comarca de Porto Velho.

Até o fim do ano, mais uma turma será realizada, de 21 de maio a 30 de novembro. A formação atende aos parâmetros da Política Judiciária Nacional de Tratamento de Conflitos do CNJ, às diretrizes do Tribunal de Justiça e da própria Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados (Enfam) no que tange à formação de mediadores judiciais para atuação nos Cejuscs e, mais recentemente, para cumprimento do novo Código de Processo Civil e da Lei de Mediação.

Fonte: Assessoria de Comunicação – Emeron

Permitida a reprodução mediante citação da fonte Ascom/Emeron

Acompanhe-nos nas redes sociais:

twitter.com/emeron_rondonia e facebook.com/EmeronRO

Poder Judiciário de Rondônia
Escola da Magistratura
Rua Tabajara, 834. Bairro Olaria. CEP 76.801-316
emeron@tjro.jus.br
(69)3217-1066