Este mês, o Projeto Escola de Líderes, integrante do Programa de Desenvolvimento de Liderança, está promovendo o Workshop Cuidando dos Funcionários do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia, voltado a cem servidores que ocupam postos de gestão. A primeira turma, realizada no período de 16 a 18 de maio, reúne 50 gestores lotados em Porto Velho e, entre os dias 21 e 23, outros 50 servidores, sendo 30 de comarcas do interior, participarão da segunda turma.

O workshop está inserido na temática "Líder na Gestão de Pessoas" do programa, buscando desenvolver um ambiente de trabalho harmonioso e ao mesmo tempo produtivo em ideias e resultados, o que favorecerá o aumento da agilidade no atendimento das demandas específicas e refletirá de forma positiva na prestação jurisdicional. A coordenação da ação é da Secretaria de Gestão de Pessoas (SGP).

“Muitas dificuldades até de resultados de produção são relacionadas às relações interpessoais, um bom gestor é aquele que dá o tom do trabalho, consegue agregar, tirar o melhor de cada um. Esse aspecto é muito individual de quem está no cargo de gestão, para reconhecer a potencialidade do outro, trazer coesão à equipe, então esse tipo de trabalho permite que o sujeito possa se reconhecer não só como gestor, mas como líder”, afirma Marcos Paulo Soares, psicólogo da Seção de Psicologia Organizacional (Sepo) do Departamento de Acompanhamento e Desenvolvimento de Carreiras (Deadec). “Esses gestores são extremamente capacitados, mas como estão lidando emocionalmente com o seu público?”, questiona Núbia Nogueira, também psicóloga do Deadec.

Para desenvolver o lado emocional da liderança, os servidores participam de um curso sobre saúde e qualidade de vida, ministrado pelo terapeuta familiar e professor de Saúde Comunitária na Universidade Federal do Ceará, Adalberto Barreto, doutor em Psiquiatria pela Université Paris Descartes e em Antropologia pela Université Lyon 2, ambas na França. Entre os assuntos abordados, estão: a arte de cuidar; autoestima; linguagem corporal e campos energéticos, fixados por meio de vivências terapêuticas.

“Há um desgaste muito grande por conta do trabalho e dos conflitos, é muito interessante que o TJRO tenha essa sensibilidade de reconhecer isso no trabalho dos gestores de cuidar, dirigir, coordenar e mediar conflitos, e abrir um espaço onde eles possam ser cuidados”, diz o ministrante. “E está sendo pioneiro, está na vanguarda desse trabalho, que aqui tem sido regular nos últimos anos. Muitas vezes esse profissional, para atingir as metas exigidas, acaba provocando problemas na sua própria saúde, então ele precisa de espaços de digestão da ansiedade e de reposição energética, cuidar de si para melhor cuidar dos outros”, acredita.

Marcos Paulo explica ainda que, já há alguns anos, o TJRO vem investindo de forma maciça na questão dos processos, sua gestão e como otimizá-los: “Existe uma expertise muito grande na parte do fazer profissional, mas entendemos que as pessoas são significativas também para o resultado. Um gestor consciente do seu papel consegue imprimir uma qualidade relacional na sua unidade que vai afetar a todos os servidores, então esse é o objetivo, a partir dos gestores nós conseguirmos um ganho no que diz respeito ao clima organizacional da instituição”, finaliza.

O workshop é promovido por meio da Escola da Magistratura do Estado de Rondônia (Emeron).

Fonte: Assessoria de Comunicação – Emeron

Permitida a reprodução mediante citação da fonte Ascom/Emeron

Acompanhe-nos nas redes sociais: twitter.com/emeron_rondonia e facebook.com/EmeronRO

Poder Judiciário de Rondônia
Escola da Magistratura
Rua Tabajara, 834. Bairro Olaria. CEP 76.801-316
emeron@tjro.jus.br
(69)3217-1066