Na manhã de hoje, 31, o Projeto “Se a vida ensina, eu sou aprendiz”, que oferece aulas profissionalizantes a jovens em cumprimento de medida socioeducativa, promoveu uma Oficina de Xadrez com o Bicampeão Estadual e Presidente da Federação Rondoniense de Xadrez, Gualter Amélio de Oliveira.

A oficina foi viabilizada por meio de parceria entre a Escola da Magistratura do Estado de Rondônia (Emeron) e a Federação, que ofereceu todo o material usado na aula. “É uma honra para mim estar aqui e ter essa experiência, que tem tudo a ver com o que a Federação está buscando: divulgar a prática do xadrez e usá-lo como ferramenta de transformação pessoal”, afirmou Gualter.

Antes de conhecer e aprender sobre o enxadrismo, os jovens participaram de uma dinâmica, promovida pelo servidor da Emeron e também instrutor da oficina Eduardo Ribeiro. Aleatoriamente, alguns dos jovens recebiam uma caixa com um desafio, que poderia ser aceito ou negado e realizado individualmente ou compartilhado entre os demais. A intenção era estimular a integração e a compreensão da importância do trabalho em equipe e do espírito esportivo.

Iniciando a oficina, Gualter apresentou a história do xadrez e explicou aos novos alunos os benefícios físicos e comportamentais do esporte. Gualter contou que o enxadrismo “pode ser considerado uma ginástica para o cérebro, prevenindo doenças como o Alzheimer”, e que também estimula o pensamento analítico, a criatividade e, com isso, melhorar o planejamento, a tomada de decisão e a capacidade de resolver problemas.

“O xadrez é como a vida. Se você escolhe uma jogada ruim, você pode perder o jogo, mas o tabuleiro sempre tem outras alternativas. Talvez você não pensou o suficiente para fazer aquela escolha”, afirmou aos alunos, ressaltando a necessidade de a tomada de decisão ser melhor pensada e baseada nas situações, ou no caso, nas peças do jogo, apresentadas.

“A ideia de trazer conteúdos multidisciplinares, como o xadrez, além da formação técnica, se encaixa perfeitamente no objetivo do projeto, que é promover um espaço de aprendizado de novas posturas, para que esses adolescentes saiam da internação não apenas com conhecimento técnico para conseguir um emprego, mas com saberes e valores para se posicionar frente aos desafios que a vida traz”, afirmou a Diretora Pedagógica da Emeron, Ilma Brito.

Fonte: Assessoria de Comunicação – Emeron

Permitida a reprodução mediante citação da fonte Ascom/Emeron

Acompanhe-nos nas redes sociais: twitter.com/emeron_rondonia e facebook.com/EmeronRO

Poder Judiciário de Rondônia
Escola da Magistratura
Rua Tabajara, 834. Bairro Olaria. CEP 76.801-316
emeron@tjro.jus.br
(69)3217-1066