Durante os dias 3 e 4 de dezembro, aconteceu o segundo módulo do curso Diálogos Transformadores, no Tribunal do Júri de Alvorada do Oeste, voltado a servidores do Judiciário e membros dos órgãos componentes da rede de atendimento do município: Conselho Tutelar, Defensoria Pública, Ministério Público e Centro de Ressocialização. Promovida pela direção do Fórum da comarca em parceria com a Escola da Magistratura do Estado de Rondônia (Emeron), a formação sobre comunicação interpessoal e resolução de conflitos – cujo primeiro módulo ocorreu em novembro – foi coordenada pela juíza Simone de Melo, da vara única de Alvorada do Oeste.

A comunicação eficaz configura-se como um instrumento essencial nas organizações, tendo em vista sua importância na condução das equipes em direção ao alcance das metas e objetivos institucionais. Ministrado por Karin Kansog, formadora em práticas restaurativas e mediadora com abordagem reflexivo-transformativa, o curso teve como objetivo capacitar os participantes a dialogar nas mais diversas circunstâncias, lidando de forma positiva com conflitos em potencial ou já estabelecidos em seus relacionamentos profissionais e pessoais.

O segundo módulo foi voltado aos temas da escuta ativa e mudança na postura comunicacional. Entre os conteúdos trabalhados, técnicas de escuta, segurança no diálogo, fatores que ajudam ou dificultam a mudança e os quatro passos para melhorar a disposição para o diálogo: escolho comunicar-me de forma produtiva; ajudo a pessoa a se predispor a ouvir; ajudo a mim mesmo (a) a me predispor a ouvir; comunico-me de forma a obter bons resultados.

Segundo a ministrante, o curso “foi muito prazeroso porque os alunos foram bastante participativos, apresentando evolução entre o primeiro e o último encontro”. Ela relata que, ao final, alguns se disseram “desafiados” a serem “menos violentos” em sua comunicação e a aplicarem o que aprenderam no dia a dia, tanto pessoal quanto profissionalmente. “Isso me estimula a querer continuar compartilhando os conhecimentos de uma comunicação voltada às transformações necessárias para a paz interna, interpessoal e social, tenho muito a agradecer à Dra. Simone, que me fez o convite, e à Emeron, que acolheu minha proposta e a viabilizou”, afirma Karin.

Agente penitenciário no Centro de Ressocialização, Valdique Ribeiro conta que o módulo foi de grande valia para ele: “Me ajudou ainda mais nas minhas relações interpessoais, para usar no trabalho, em casa, com os amigos”. Francisco Guimarães, chefe do Serviço de Atermação de Alvorada do Oeste, também assegura que o curso foi de extrema importância para todos da comarca. “Passo a ter uma outra perspectiva, a abordagem será diferente, é um universo novo para mim mas que vai trazer uma transformação na minha vida, da minha família e das pessoas que posso atender”, diz Francisco. Ele acredita que ainda há um caminho grande a trilhar: “É um campo novo de abordagem pessoal, que vai trazer satisfação àqueles com quem a gente vai lidar, porque vamos conseguir fazer um diálogo mais tranquilo e evitar os conflitos no dia a dia”.

Fonte: Assessoria de Comunicação – Emeron

Permitida a reprodução mediante citação da fonte Ascom/Emeron

Acompanhe-nos nas redes sociais: twitter.com/emeron_rondonia e facebook.com/EmeronRO

Poder Judiciário de Rondônia
Escola da Magistratura
Rua Tabajara, 834. Bairro Olaria. CEP 76.801-316
emeron@tjro.jus.br
(69)3217-1066