A subcomarca de Ji-Paraná promove, desde a semana passada, a realização de bancas de defesa de trabalho de conclusão de curso da Especialização em Direito para a Carreira da Magistratura (EDCM). Seis alunos da turma 2017 da pós-graduação passaram pela avaliação.

A primeira banca foi realizada na quarta-feira, 12, e analisou “O direito ao anonimato do doador de material genético na inseminação heterológica e o direito de reconhecimento de origem do adotado”, da aluna Edilene Alves da Silva Ferreira. O trabalho foi aprovado sem ressalvas pela banca formada pela orientadora da monografia, a especialista Denise Figueiredo, pelo mestre Oscar Francisco Alves Júnior e pela doutora Raquel Páscoa de Veiga Frade Santana.

Já na quinta-feira, 13, foram realizadas duas bancas. A primeira foi a da aluna Vanice Hellen Neri Boaro com o trabalho “O direito à imagem do morto e a exposição midiática”. Em seguida, foi a vez de Francyeli Ingridy Iasminn Vieira defender “A liberdade de imprensa e sua depreciação na propragação de informações”. Ambos os trabalhos foram aprovados sem ressalvas pelos professores Oscar Alves, orientador, Raquel Santana e a especialista Amanda Laís Salla Santos.

Em continuação à rodada de bancas, na segunda-feira, 17, mais três trabalhos passaram por avaliação. A primeira monografia avaliada foi “A (in) constitucionalidade do Código de Trânsito Brasileiro no que tange à remoção de veículos automotores como garantia de quitação de licenciamento”, de Moisés Nascimento Oliveira, avaliada pela orientadora Márcia Adriana Araújo Freitas, pelo professor Oscar Alves e pelo Policial Rodoviário Federal João Maria de Medeiros. “Crimes de Trânsito e o Terceiro Setor” foi defendido em seguida pelo pós-graduando Lucarlo Carvalho de Oliveira para a mesma banca, desta vez presidida pelo juiz Oscar Alves, que orientou o trabalho.

Finalizando as defesas, Bruno Schuawle Oliveira apresentou “Sistema Carcerário Brasileiro: Pena privativa de Liberdade x Reeducação Social” ao seu orientador e presidente de banca, Ivens dos Reis Fernandes, Oscar Alves e ao convidado Me. Aroldo Bruno de Oliveira, sendo, assim como os colegas, aprovado.

Fonte: Assessoria de Comunicação – Emeron

Permitida a reprodução mediante citação da fonte Ascom/Emeron

Acompanhe-nos nas redes sociais: twitter.com/emeron_rondonia e facebook.com/EmeronRO

Poder Judiciário de Rondônia
Escola da Magistratura
Rua Tabajara, 834. Bairro Olaria. CEP 76.801-316
emeron@tjro.jus.br
(69)3217-1066