A Escola da Magistratura do Estado de Rondônia (Emeron) deu início ontem, 28, às atividades letivas da Especialização em Direito para a Carreira da Magistratura (EDCM) com a realização da primeira turma da Oficina Pedagógica, voltado aos docentes do curso. A oficina, além de fazer parte do aprimoramento contínuo ofertado aos professores, visa consolidar as mudanças aprovadas para o ano letivo de 2019.

Constituída no ano passado, a comissão formada pelo coordenador da especialização Guilherme Ribeiro Baldan e pelos professores Ilisir Bueno Rodrigues e Úrsula Gonçalves, propôs alterações na estrutura do curso de forma a deixá-lo mais próximo ao seu objetivo, que atualmente tem foco na preparação de bacharéis em direito para as carreiras jurídicas, especialmente a da magistratura.

Ilisir explicou aos docentes que a comissão realizou uma pesquisa com egressos, desistentes e pós-graduandos para avaliar no que o curso estava deficiente. “O que mais foi apontado pelos egressos e desistentes foi a carga muito grande de avaliações e apresentações que eles têm dificuldade de vencer”, informou. O magistrado afirmou ainda que apesar do currículo do curso basear-se no modelo de competências, considerado moderno no campo educacional, as avaliações ainda são realizadas por métodos antigos e em grande número, o que não é eficiente para o aprendizado dos alunos.

O diretor da Emeron em exercício, Guilherme Baldan, destacou que a intenção da Escola é que a solução para a questão avaliativa seja pensada de forma colaborativa com o corpo docente, sendo este um dos objetivos da oficina pedagógica. “Nós temos um sistema multidisciplinar (que envolve várias áreas) e a ideia é ser transdisciplinar com as matérias se conversando e se ligando para efeito de avaliação”, complementou. Baldan lembrou ainda que 2019 será um ano de transição para que os professores conversem entre si e estabeleçam relações, fazendo atividades avaliativas de forma conjunta. A partir destas experiências, em 2020, a Escola irá normatizar as propostas trazidas pelos professores e regulamentará as alterações junto ao Conselho Estadual de Educação (CEE).

A oficina continuou na noite de ontem e durante todo o dia de hoje (29) com a pedagoga Hélia Gomes da Rocha. Hélia apresentará os conceitos de currículos por Competências, metodologias ativas e sistema avaliativo, e como produto prático, auxiliará os professores a ajustarem seus planos de ensino ao modelo multidisciplinar/interdisciplinar.

Uma nova turma da oficina será realizada nos dias 25 e 26 de fevereiro, com os docentes que não puderam participar da primeira turma.

Fonte: Assessoria de Comunicação – Emeron

Permitida a reprodução mediante citação da fonte Ascom/Emeron

Acompanhe-nos nas redes sociais: twitter.com/emeron_rondonia e facebook.com/EmeronRO

Poder Judiciário de Rondônia
Escola da Magistratura
Rua Tabajara, 834. Bairro Olaria. CEP 76.801-316
emeron@tjro.jus.br
(69)3217-1066