O diretor da Escola da Magistratura do Estado de Rondônia (Emeron), desembargador Marcos Alaor Diniz Grangeia, e o presidente da Associação dos Magistrados de Rondônia, desembargador Alexandre Miguel, participaram de seminários internacionais nas cidades de Buenos Aires e General Roca, na Argentina, entre os dias 25 e 29 de março. A professora Aparecida Zuin, do mestrado profissional interdisciplinar em Direitos Humanos e Desenvolvimento da Justiça (DHJUS), oferecido pela Universidade Federal de Rondônia (Unir) em parceria com a Emeron, também participou dos eventos.

Também composta por outro professor da Unir, Diego Vasconcelos, e pelo procurador do estado Pedro Henrique Simões, a comitiva rondoniense foi a maior representação brasileira presente aos eventos, cujo objetivo era homenagear o professor doutor Raffaele De Giorgi, fundador do Centro de Estudos do Risco, na Universidade de Salento, em Lecce (Itália), onde desenvolve projetos de estudo e pesquisa sobre o risco na sociedade complexa. A maioria dos participantes brasileiros era de professores e pesquisadores que estudaram e/ou trabalharam diretamente com Raffaele, como é o caso da Emeron, onde o professor italiano já esteve várias vezes, participando de eventos e realizando trabalhos junto ao DHJUS.

O primeiro seminário, realizado na Universidade de Buenos Aires (UBA) no dia 25, teve como tema “O Futuro do Direito – Democracia, globalização e risco”. Já o segundo ocorreu entre os dias 27 e 29 na Universidade Nacional de Comahue, em General Roca, na província de Río Negro, intitulado “Direito e Política na Desconstrução da Complexidade – Estudos sobre o presente como diferença”.

No primeiro dia do evento em General Roca, o diretor da Emeron participou do Painel “El poder del Poder Judicial en América Latina” com a apresentação do artigo “A disfuncionalidade do Supremo Tribunal Federal do Brasil em face da segurança jurídica”. Já no dia 28, Aparecida coordenou uma mesa, sobre “A Opinião Pública do Consenso Digital”. “Este foi um painel em que tivemos um grande número de participantes e de envio de trabalhos científicos, foram nove, e para a nossa realidade de saída da Amazônia para ir para a Argentina, consideramos um avanço muito grande e tivemos discussões riquíssimas”, afirma a professora.

O desembargador Marcos Alaor aproveitou o evento para confirmar a participação de Raffaele, a partir do segundo semestre deste ano, como professor visitante estrangeiro do DHJUS, processo iniciado ainda em 2017 e já aprovado também pelo reitor da Unir, Ari Ott. “Somos mentes pensantes do professor Raffaele, de certo modo”, comemora Aparecida.

Ao final do seminário, a Universidade Nacional de Comahue concedeu a Raffaele o título de Doutor Honoris Causa por sua trajetória reconhecida como pensador do direito e da filosofia e por sua contribuição ao ensino dessas disciplinas.

Fonte: Assessoria de Comunicação – Emeron

Permitida a reprodução mediante citação da fonte Ascom/Emeron

Acompanhe-nos nas redes sociais: twitter.com/emeron_rondonia e facebook.com/EmeronRO

Poder Judiciário de Rondônia
Escola da Magistratura
Rua Tabajara, 834. Bairro Olaria. CEP 76.801-316
emeron@tjro.jus.br
(69)3217-1066