A Escola da Magistratura do Estado de Rondônia apresentará à Presidência do Tribunal de Justiça, nos próximos dias, proposta de projeto arquitetônico para a construção de sua nova sede. O projeto, desenvolvido pelo Departamento de Engenharia do TJRO, utilizará as instalações do atual Fórum Sandra Nascimento, no centro de Porto Velho.

O prédio que abriga o Fórum Sandra Nascimento tem importância histórica para o judiciário, pois serviu como sua matriz até a inauguração do Edifício-sede em 2008, e desde então passou a funcionar como central das varas de família da Capital. Com a construção do novo Fórum Cível e Criminal, que se encontra em fase final de obras, o imóvel será desocupado e, a pedido da direção, já autorizado pela presidência, receberá a Escola da Magistratura.

Para abrigar a Emeron, o prédio passará por um processo chamado retrofit ou “colocar o antigo em forma”. Rhuana Ribeiro da Costa, arquiteta responsável pelo projeto inicial, explica que o prédio tem cerca de 30 anos e foi construído com tecnologia tradicional, atualmente obsoleta. Com o retrofit, sua estrutura será mantida, mas serão feitas adequações para que as instalações sejam modernizadas. “Esse projeto foi um desafio que o DEA venceu ao transformar um prédio antigo em algo totalmente moderno, respeitando suas características”, afirma.

O projeto foi construído levando em consideração as necessidades pontuadas pela administração da Escola e os conceitos de arquitetura escolar, em que as instalações são projetadas para colaborar com o processo de aprendizagem, e de acessibilidade. Com isso, a nova Emeron terá sua capacidade de atendimento expandida, com ambientes mais confortáveis tanto para alunos quanto para seus servidores.

Na proposta arquitetônica, o piso térreo reunirá os departamentos pedagógico e administrativo e as unidades com maior circulação de pessoas, como a biblioteca, o laboratório de informática, além de um auditório com capacidade para 72 lugares. Já no piso superior, serão construídas sete salas de aula de tamanhos variados (24, 46 e 52 lugares), um segundo auditório, sala dos professores, sala de reunião e diretoria, permitindo o atendimento de 481 alunos simultaneamente. Além disso, a nova sede contará também com estacionamento interno, estúdio, sala de descanso para terceirizados, amoxarifado e dois elevadores.

O projeto foi aprovado pela Direção da Emeron no fim de abril e segue para encaminhamento à Presidência para início dos trâmites de licitação e elaboração de projetos complementares de engenharia. Além de Rhuana, trabalham nos projetos complementares os servidores José Bastos Ribeiro Neto (Instalações Hidro Sanitárias e Planilha Orçamentária), Alonso Pinho Ribeiro (Climatização, Dimensionamento de Elevadores e Estrutura Metálica), Brian Holmes de Almeida Leal (Prevenção e Combate a Incêndio e Pânico), Josiney Maciel (Apoio Técnico) e Márcio Stein (Instalações Elétrica, Instalações Lógica, Sistema de Proteção Contra Descargas Atmosféricas e Instalações de Cabeamento).

Fonte: Assessoria de Comunicação – Emeron

Permitida a reprodução mediante citação da fonte Ascom/Emeron

Acompanhe-nos nas redes sociais: twitter.com/emeron_rondonia e facebook.com/EmeronRO

Poder Judiciário de Rondônia
Escola da Magistratura
Rua Tabajara, 834. Bairro Olaria. CEP 76.801-316
emeron@tjro.jus.br
(69)3217-1066