Durante os dias 6 a 9 de maio, a Escola da Magistratura do Estado de Rondônia (Emeron) realizou a primeira turma de 2019 do curso de formação inicial em Brigada de Emergência, para servidores de Porto Velho e Guajará-Mirim. As comarcas de Ariquemes, Ji-Paraná e Rolim de Moura também receberão a capacitação, entre a segunda quinzena de maio e o mês de agosto, e funcionarão como polos para servidores das cidades próximas participarem da formação.

Com o objetivo de capacitar novos brigadistas e atualizar os já formados para intervenção em situações de risco de incêndio e atendimento pré-hospitalar, o curso é ministrado pelo assessor bombeiro militar do Tribunal de Justiça de Rondônia, major Francisco Andrade Júnior, e seu adjunto, sargento Esdras Trajano. Os participantes aprendem técnicas e normas reguladoras de prevenção de incêndios, distribuição preventiva da área de risco, classes de incêndio e características de incêndios estruturais, além de métodos de evacuação de pessoas e técnicas de reconhecimento do local.

Os dois primeiros dias da formação envolvem a parte de primeiros socorros e atendimento pré-hospitalar, no qual os brigadistas fornecem o suporte básico de vida. Os alunos estudam o protocolo de atendimento, que vai da avaliação da cena em quesitos como segurança e equipamentos de proteção individual até a avaliação primária da vítima, obtendo a impressão geral do paciente e podendo realizar manobras inclusive em pessoas inconscientes, como nos casos de obstrução das vias aéreas por corpo estranho (OVACE).

“O que me chamou a atenção é a qualificação que tivemos não só de fazer o procedimento na pessoa e ajudá-la, mas a parte emocional de você controlar a vítima, porque na hora de um sinistro de verdade a pessoa está passando por uma situação emocional muito elevada e se você não tiver esse preparo de acalmá-la a situação pode sair diferente daquilo que você pretende”, destaca o novo brigadista Thiago Seixas, secretário de gabinete na 1ª vara criminal de Guajará-Mirim. Ele conta que a demanda pelo curso era grande na comarca, pois alguns servidores que atuavam como brigadistas se aposentaram e os demais fizeram a formação há muito tempo.

Os últimos dois dias do curso são dedicados à prevenção e combate a incêndio, quando os alunos têm contato com o histórico da segurança contra incêndio no Brasil, características do fogo e métodos de extinção. A prática final ensina os brigadistas a manejarem os extintores de acordo com cada classe, bem como botijões de cozinha e mangueira de combate a incêndio. “Trabalhamos em prédios onde tem papel, parte elétrica, então tendo essa qualidade técnica você vai saber o que fazer tanto para socorrer as pessoas para uma evacuação de prédio quanto para contenção de um possível fogo”, diz Thiago.

Desde que a campanha Sou Brigadista foi lançada no ano passado, para estimular a adesão voluntária de servidores à atividade, a ideia é que, à medida que as formações forem ocorrendo nas comarcas, as brigadas sejam efetivadas ou reativadas em cada prédio do Poder Judiciário de Rondônia, com realização de reuniões mensais em complemento ao trabalho desenvolvido pela Assessoria Bombeiro Militar (ABM). “A quantidade de interessados ultrapassou a de vagas ofertadas, então muita gente infelizmente não conseguiu fazer, ficamos limitados no interior principalmente, onde teve comarca em que 90% dos servidores tentaram se inscrever, então é muito importante e gratificante, e resultado de um trabalho que está sendo feito e também difundido entre os brigadistas que já se formaram”, comemora o major Andrade Júnior.

Ele diz que, desde 2018, quase cem brigadistas já foram formados ou fizeram a atualização. “Os que estão vindo agora são novos, é importante que está gerando interesse, então a ideia é que a gente consiga atender todo mundo e continuar essas formações em todas as comarcas”, conclui. Para servidores como Thiago, a sensação é de satisfação com o curso: “Volto com o sentimento de que o TJRO está investindo na segurança dos servidores, é muito importante ter servidores qualificados para agir em situações de emergência, então o Tribunal está de parabéns com isso, a Emeron que deu todo o apoio logístico e foi assim sucesso total”.

Fonte: Assessoria de Comunicação – Emeron

Permitida a reprodução mediante citação da fonte Ascom/Emeron

Acompanhe-nos nas redes sociais: twitter.com/emeron_rondonia e facebook.com/EmeronRO

Poder Judiciário de Rondônia
Escola da Magistratura
Rua Tabajara, 834. Bairro Olaria. CEP 76.801-316
emeron@tjro.jus.br
(69)3217-1066