Na última quarta-feira, 26, a Escola da Magistratura do Estado de Rondônia (Emeron) realizou uma videoconferência com o tema Inovação, pelo Google Meet, para dar início às atividades de inovação pela Emeron, bem como para a criação de capacitação sobre a temática para os gestores do Tribunal de Justiça de Rondônia. Com a retirada do escritório de inovação da estrutura organizacional do TJRO no primeiro semestre, foi definido que as atribuições relativas ao assunto passariam a ser desenvolvidas pelo Centro de Pesquisa e Publicação Acadêmica (Cepep) da Escola.

A capacitação a ser executada visa atender à Resolução N. 026/2018-PR, com o objetivo de impulsionar a inovação no judiciário estadual. O encontro foi mediado pelo vice-diretor da Emeron, juiz Edenir Albuquerque, com a participação do juiz secretário geral do TJRO, Rinaldo Forti, da secretária geral da Escola, Jucilene Mattiuzi, da diretora da Divisão de Planejamento Técnico Pedagógico (Diped), Marciane Rossi, da secretária administrativa do Tribunal de Justiça, Elaine Bettanin, além de representantes do Cepep, da Secretaria de Gestão de Pessoas (SGP) e do Gabinete de Governança (GGOV) do TJRO.

Foi feita a contextualização do processo de planejamento de capacitação na temática Inovação, iniciada com o diagnóstico de necessidades e pesquisa de propostas de cursos com competências comuns às unidades, com o objetivo de debater o tema e elaborar plano de ação para a implantação da inovação em cada unidade. Além do próprio Cepep, a capacitação tem como público-alvo servidores da Secretaria Administrativa, GGOV e SGP. O vice-diretor da Emeron reforçou a importância de capacitar os gestores em inovação, propondo o estabelecimento de canais de comunicação entre a Escola e representantes de cada unidade.

Os diversos representantes presentes à reunião expuseram as inovações recentes apresentadas por suas unidades, inclusive as adaptações que ocorreram a partir do início da pandemia. A partir de agora, o antigo escritório de inovação será abarcado pela estrutura da Emeron, com o Cepep responsável pelo processo, com atividades que podem ser realizadas com apoio de acadêmicos, estagiários e por meio de bolsas de incentivo a iniciativas e resolução de problemas institucionais.

Além de criar espaço físico para ampliar o diálogo, destinado a fomentar a inovação institucional e para concretizar ideias novas, o Cepep poderá propor iniciativas para o desenvolvimento da capacidade criadora e de pessoas com o senso de inovação. “A inovação está presente na Escola, a pandemia impôs a reinvenção, com a transformação dos cursos presenciais para a distância, com isso houve economia, mudou comportamentos e trouxe resultados positivos”, disse a secretária geral. “A Emeron seria o ambiente para estruturação da inovação, criação de fluxo para diálogos regulares e para proposituras”, pontuou o juiz vice-diretor. “A inovação é mudança na prática, para a instituição”, finalizou o magistrado.

Para encerrar, o juiz secretário geral do TJRO ressaltou a importância de captar boas ideias, a necessidade de ter o local adequado para abarcar as sugestões e demandas, filtrar, entender o problema e encaminhar a solução, com um facilitador do processo e do projeto para encaminhar a concretização da ideia. “Um setor específico para elaboração dos projetos e desenvolvimento dessas pesquisas, com o auxílio de alunos, estudantes de direito e outras áreas, bem como a figura de um coordenador”, concluiu. Ao final do encontro, foi criado um grupo com os mesmos representantes para prosseguir com a discussão do tema.

Fonte: Assessoria de Comunicação – Emeron

Permitida a reprodução mediante citação da fonte Ascom/Emeron

Acompanhe-nos nas redes sociais: instagram.com/emeron_oficial, twitter.com/emeron_rondonia, facebook.com/EmeronRO e youtube.com/EscolaEmeron

Poder Judiciário de Rondônia
Escola da Magistratura
Rua Tabajara, 834. Bairro Olaria. CEP 76.801-316
emeron@tjro.jus.br
(69)3309-6440