Realizado pela Escola da Magistratura do Estado de Rondônia (Emeron) na última segunda-feira, 16, o fórum digital “Focando no Eu/Nós” encontra-se disponível para visualização no canal da Emeron no YouTube (youtube.com/EscolaEmeron). A live reuniu duas facilitadoras gaúchas de Círculos de Justiça Restaurativa e Construção de Paz, Vivian Laube e Maria Cristina Martins, que falaram respectivamente sobre Comunicação Não Violenta e a importância do autoconhecimento nas relações.

Mestre em Linguística, Maria Cristina abriu o evento com sua palestra. Também orientadora educacional, psicopedagoga, mediadora civil, supervisora e coordenadora pedagógica, ela abordou as questões que envolvem nossa criança interior e a auto empatia, a partir da perspectiva da educação e da Justiça Restaurativa. Para a instrutora, é muito importante a conversa com a criança anterior, “nessa caminhada para dentro de nós, rumo ao autoconhecimento”.

Segundo ela, é necessário se deslocar do lugar do adulto, muitas vezes endurecido pelas inúmeras responsabilidades e que esqueceu de ser leve, sorrir e daquela criança maravilhada e encantada pelo mundo. “A gente vai se embrutecendo, se fechando e achando pouca graça nas coisas da vida”, pontua. Maria Cristina propôs uma série de dinâmicas com o público, que ultrapassou 300 pessoas ao vivo.

A seguir, foi a vez de Vivian, que é professora, com pós-graduação em Liderança e Comportamento Organizacional, e tem focado sua área de atuação e formação na Comunicação Não Violenta, a CNV. Ela iniciou sua palestra fazendo um resgate do trabalho de Marshall Rosenberg, psicólogo estadunidense que desenvolveu a CNV enquanto método comunicativo.

Partindo de sua experiência pessoal com a temática, Vivian deu exemplos de como melhorar a empatia na fala e na escuta. “A Justiça Restaurativa e os Círculos de Construção de Paz estão muito integrados à CNV, é um repensar da comunicação como um todo e pode contribuir muito com a nossa vida”, diz a palestrante. “A primeira coisa em que devemos prestar atenção é: de onde está vindo essa minha fala, o que estou sentindo nessa situação”, afirma.

Ao final, as duas ministrantes interagiram com os participantes da live, respondendo a perguntas e comentando sobre a interseção dos assuntos abordados em ambas as palestras, para esse melhor entendimento do “eu/nós”. Assim como os demais eventos realizados no canal, o fórum ficará permanentemente disponível no YouTube da Emeron:

Fonte: Assessoria de Comunicação – Emeron

Permitida a reprodução mediante citação da fonte Ascom/Emeron

Acompanhe-nos nas redes sociais: instagram.com/emeron_oficial, twitter.com/emeron_rondonia, facebook.com/EmeronRO e youtube.com/EscolaEmeron

Poder Judiciário de Rondônia
Escola da Magistratura
Rua Tabajara, 834. Bairro Olaria. CEP 76.801-316
emeron@tjro.jus.br
(69)3309-6440