Voltado a servidores e servidoras da Escola da Magistratura do Estado de Rondônia – Emeron, o Curso Comunicação Não Violenta foi promovido em duas turmas, uma virtual e outra presencial, no período de 18 a 29 de outubro e 08 a 23 de novembro. A formação faz parte do Bloco 1 do Plano de Capacitação da Emeron, que tem como objetivo promover formações que atendam às necessidades de todos os servidores e servidoras de forma isonômica e com vistas a desenvolver as habilidades individuais e coletivas.

A comunicação não violenta é um conceito criado pelo psicólogo norte-americano Marshall Rosenberg, que busca estabelecer diálogos com respeito, compaixão, compreensão e gratidão, mesmo em situações complexas do cotidiano, envolvendo um conjunto de técnicas de comunicação compassiva. A realização do curso tem como objetivo enriquecer a comunicação interna entre as equipes da Emeron, mas também fornecer ferramentas para o diálogo com os públicos externos. “Nós passamos por um período muito difícil que foi a pandemia e a nossa forma de se comunicar foi totalmente alterada, passando a ser por mensagens ou mediadas por uma tela. Então, é importante parar um pouco e reavaliar a forma como estamos falando com os outros e, principalmente, conosco neste momento, de forma a buscar um ambiente de trabalho saudável para todas as pessoas que trabalham na Emeron”, afirmou a Secretária-Geral, Jucilene Mattiuzi.

A formação abordou os contrapontos ente a comunicação violenta e a comunicação assertiva, as etapas de desenvolvimento da comunicação não violenta, as estratégias de desenvolvimento de atitude colaborativa e a aplicação prática nas relações de trabalho a partir da análise dos comportamentos tóxicos e seus impactos sobre os profissionais, equipes e organizações, da prática da atenção plena em si e no outro, da identificação dos os tipos de comunicação improdutivos e produtivos e suas consequências nos relacionamentos. A psicóloga Mariangela Onofre, atualmente lotada na Emeron, foi a responsável pela ministração.

Os alunos e alunas contaram com videoaulas, vídeos, apostilas, exercícios práticos e encontros (virtuais ou presenciais) em que puderam compartilhar suas experiências, tirar dúvidas e praticar a escuta ativa.“Participar dessa formação foi uma experiência valiosa, primeiro como forma de autoconhecimento, enquanto a gente aprende sobre as formas de comunicação percebemos como lidamos com as situações diárias e como os outros podem nos ver através de nossas ações e reações. Além disso, durante o curso percebemos que a Comunicação Não Violenta é muito mais do que uma técnica, mas um convite para mudar a forma como vemos e interpretamos o mundo por completo. Foi um curso excelente e seria maravilhoso que todos os servidores pudessem fazê-lo um dia”, afirmou Herbert William, da Divisão de Formação e Aperfeiçoamento – Difor.

Fonte: Assessoria de Comunicação – Emeron

Permitida a reprodução mediante citação da fonte Ascom/Emeron

Acompanhe-nos nas redes sociais: instagram.com/emeron_oficial, twitter.com/emeron_oficial, facebook.com/emeron.oficial e youtube.com/EscolaEmeron

Poder Judiciário de Rondônia
Escola da Magistratura
Av. Rogério Weber, 1872, Centro. CEP 76801-906
emeron@tjro.jus.br
(69)3309-6440