A Escola da Magistratura do Estado de Rondônia (Emeron) publicou hoje, 21, o Relatório de Gestão 2020-2021 com o detalhamento das ações desenvolvidas durante estes dois anos. O documento apresenta as atividades relacionadas ao ensino, pesquisa e extensão da Escola Judicial rondoniense.

A adaptação do ensino presencial para a educação a distância, em razão da pandemia no novo coronavírus foi o principal desafio no campo pedagógico. A urgência de conhecimentos e ferramentas para a atuação na modalidade EaD foi acompanhada pelo desenvolvimento das habilidades, readequação das tarefas e estudo das ferramentas necessárias. Ainda no campo do ensino, a Emeron também conquistou o recredenciamento como Instituição de Ensino Superior, realizou a Pós-Graduação Lato Sensu em Direito Ambiental (AMBRO), que também recebeu credenciamento junto ao Conselho Estadual de Educação, iniciou um novo curso de mestrado e promoveu a implantação das Trilhas de Aprendizagem, novo programa para a capacitação e desenvolvimento de servidores do judiciário rondoniense. “Foi um grande aprendizado coletivo e, sem dúvida, não seria possível sem a dedicação de servidores(as), docentes e discentes que compõem a escola e que compreenderam o momento que estamos vivendo, que se mantiveram abertos para este novo caminho desenvolvido e caminharam juntos conosco para fazer dar certo”, afirmou o Diretor da Emeron, desembargador Miguel Monico.

Os objetivos institucionais propostos para o Biênio também receberam atenção. Entre as principais ações realizadas, destacam-se a revisão normativa e estrutural para a adequação da força de trabalho e atualização e desenho de normativos para a orientação das atividades, a criação do plano de capacitação para os servidores da Escola e o início das obras de reforma do prédio que abrigará a nova sede da Emeron a partir de 2022. Somam-se a esses feitos duas grandes façanhas: a transformação do Centro de Documentação Histórica em Centro Cultural e de Documentação Histórica, inclusive, com a inauguração de seu prédio próprio e a entrada como signatária do Pacto Global da Organização das Nações Unidas (ONU), tornando-se a primeira Escola Judicial do país a alcançar tal feito.

No âmbito da pesquisa, o Centro de Pesquisa e Publicação Acadêmica – Cepep tornou-se Centro de Pesquisa, Inovação e Publicação Acadêmica – Cepep e teve seu plano de pesquisa para o biênio publicado, estabelecendo as metas, prazos e recursos para as ações de fomento, publicação e intercâmbio de projetos institucionalizados no período. Iniciativas como a criação de grupo de trabalho para a elaboração de políticas, planos e processos editoriais para produções acadêmicas e a instalação do Repositório Institucional, que armazenará e organizará as monografias, dissertações e teses dos alunos e bolsistas da Emeron; e do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas - SEER/OJS, que proporcionará a automação das atividades de editoração de periódicos científicos, como e-books e a Revista da Emeron, a avaliação da qualidade destes e uma maior rapidez no fluxo das informações, permitiram o aprimoramento das atividades de pesquisa e garantirão bons resultados futuros. Além disso, o Cepep alçou duas grandes conquistas: a implantação do Mestrado em Direito, em parceria com a Universidade do Estado do Rio de Janeiro – Uerj e Ministério Público Estadual – MPRO e a criação da Clínica Escola de Métodos Adequados de Tratamento de Conflitos.

Completando o tripé ensino, pesquisa e extensão, com o suporte da tecnologia, as ações de extensão puderam ser realizadas sem interrupção. A Residência Judicial foi adequada de forma remota e ganhou extensão de mais um ano, e novas propostas surgiram, como a Exposição Virtual em homenagem ao Dia do Magistrado e do Advogado, e a Campanha Adote o Futuro, que teve como objetivo a conscientização quanto à necessidade de preservação do meio ambiente por meio da adoção de mudas de árvores. Outro êxito foi a realização de palestras, seminários e fóruns transmitidos ao vivo (live stream) e oferecidos ao público interno e externo gratuitamente e com certificação. As mais de 100 transmissões realizadas abordaram temas diversos das ciências exatas, sociais e humanas e interdisciplinares e auxiliaram no alcance de metas de projetos institucionais como o Aurora, do TJRO; e o Programa Fazendo Justiça, do Conselho Nacional de Justiça.

Mesmo compreendendo a importância da tecnologia, principalmente em situações incomuns como esta pandemia, sempre houve grande preocupação da gestão em manter o ambiente de trabalho e o atendimento prestativo, humanizado e eficiente, pautado na aproximação entre as equipes, o corpo docente, discente e instituições parceiras. Uma ação neste sentido foi o oferecimento de curso sobre comunicação não violenta a todos os servidores(as) da Emeron, como forma a auxiliar no aprimoramento das relações interpessoais. “Encerramos a gestão com o sentimento de dever cumprido, mesmo com as dificuldades que se apresentaram. Agradeço imensamente ao meu vice-diretor que foi esteio para essa gestão e a todos os servidores e servidores que trabalharam incansavelmente para que pudéssemos finalizar mais este ano com nossos objetivos alcançados. Foi uma grande satisfação ocupar a direção e me sinto muito grato por todo o aprendizado alcançado nestes dois anos”, concluiu o Diretor.

O Relatório de Gestão do biênio 2020-2021, que apresenta de forma detalhada todas as atividades desenvolvidas pela Emeron nos dois anos, pode ser visualizado aqui.

Fonte: Assessoria de Comunicação – Emeron

Permitida a reprodução mediante citação da fonte Ascom/Emeron

Acompanhe-nos nas redes sociais: instagram.com/emeron_oficial, twitter.com/emeron_oficial, facebook.com/emeron.oficial e youtube.com/EscolaEmeron

Poder Judiciário de Rondônia
Escola da Magistratura
Av. Rogério Weber, 1872, Centro. CEP 76801-906
emeron@tjro.jus.br
(69)3309-6440