A Escola da Magistratura de Rondônia (Emeron) abre, de hoje (21) até o próximo dia 24 de janeiro, as inscrições a magistrados e magistradas do Tribunal de Justiça do Estado para a primeira turma de 2022 do curso Parametrização da Atuação Jurisdicional: Tabelas Processuais Unificadas. Realizada na modalidade Educação a Distância (EaD), a formação acontecerá de 21 a 25 de fevereiro, por meio do Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) da Emeron.

As inscrições devem ser feitas por meio de formulário, disponível no menu Inscrições do site da Escola (emeron.tjro.jus.br). O curso é autoinstrucional, com carga horária de 3 horas-aula e, além dos magistrados(as), 500 servidores e servidoras do TJRO também serão convocados.

Com conteúdo elaborado pela analista de sistemas do TJRO Ângela Szymzczak, a formação – já oferecida em 2021 – terá uma segunda turma, prevista para o próximo mês de junho. O objetivo do curso é que o participante compreenda a estrutura lógica aplicada na construção das Tabelas Processuais Unificadas e utilize-as em conformidade com as regras metodológicas empregadas pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Tabelas

Com o intuito de melhorar a administração da justiça e a prestação jurisdicional, o CNJ estabeleceu procedimentos a serem utilizados por todo Judiciário. Entre eles, está o aprimoramento da coleta de informações estatísticas essenciais ao planejamento estratégico do Poder Judiciário, com a busca pela padronização nacional nas atividades de apoio judiciário vinculadas ao andamento do processo judicial.

A inviabilização das informações geradas, devido à existência de diversos padrões de nomenclaturas para classificar procedimentos, conteúdo jurídico material e o registro dos atos praticados no percurso procedimental, estabelecidos por diversos Tribunais, ocasionava a problemática para a gestão nacional. Assim, foram implementadas pela Resolução-CNJ n. 46/07 as Tabelas Processuais Unificadas do Poder Judiciário, que visam à uniformização taxonômica e terminológica de classes, assuntos e movimentação processuais, e com isso, cada novo processo recebe nomenclatura padrão para o procedimento, tornando seu uso obrigatório para todos os Tribunais, com a atualização e o aperfeiçoamento contínuo pelo CNJ, em conjunto com os demais órgãos do Judiciário, por meio do sistema eletrônico de gestão.

Fonte: Assessoria de Comunicação – Emeron

Permitida a reprodução mediante citação da fonte Ascom/Emeron

Acompanhe-nos nas redes sociais: instagram.com/emeron_oficial, twitter.com/emeron_oficial, facebook.com/emeron.oficial e youtube.com/EscolaEmeron

Poder Judiciário de Rondônia
Escola da Magistratura
Av. Rogério Weber, 1872, Centro. CEP 76801-906
emeron@tjro.jus.br
(69)3309-6440