Mais um dia para entrar na história deste prédio, que passou por adequações, reformas e ampliações para se tornar o novo espaço do conhecimento que está a serviço da cidadania no estado. A inauguração da sede da Escola da Magistratura de Rondônia (Emeron) reuniu desembargadores, juízes(as), servidores(as), autoridades e comunidade, que conheceram as instalações, modernas e funcionais, mas que preservam, nas paredes e em pequenos detalhes, as memórias da Justiça rondoniense.

A tarde de 30 de março reuniu, primeiro na frente do prédio Juíza Sandra Nascimento, os convidados dos desembargadores Marcos Alaor Diniz Grangeia, presidente do Tribunal de Justiça, e Raduan Miguel Filho, diretor da Emeron; que, após o hasteamento das bandeiras do Brasil, de Rondônia e do Município, convidaram os desembargadores Paulo Kiyochi Mori, ex-presidente do TJRO, e Miguel Monico Neto, ex-diretor da Escola, no biênio 2020-21, para o desenlace da fita de inauguração, na porta principal do edifício. Ao entrar, antes da formação do dispositivo para o cerimonial de inauguração, a beleza do novo prédio chamou atenção, dado todo cuidado e elegância com que o projeto foi executado. A estrutura está adequada aos quesitos de sustentabilidade ambiental, com capacidade para mais de 480 alunos, com salas e ambientes modernos.

“Nós somos predestinados a estar aqui. Quanta coisa nos passa na cabeça ao voltar a esse prédio”, afirmou o presidente, ao falar das lembranças e das pessoas que atuaram naquele espaço. Preservado na revitalização do edifício histórico, o Plenário do Tribunal Pleno, local das sessões de julgamento da Corte Estadual, abrigou a primeira sede do TJRO.

Quase todos os juízes(as) e desembargadores(as) ingressaram na Justiça ou ascenderam na carreira em solenidades realizadas naquelas instalações, que foram mantidas com a mobília e decoração originais, da década de 1980. “A Escola da Magistratura é a síntese do Poder Judiciário de Rondônia”, destacou o desembargador, ao listar cargos importantes da área jurídica que são ocupados por ex-alunos da Emeron. A exemplo do procurador-geral do Estado, Maxwel Mota de Andrade, que representou o chefe do Poder Executivo na cerimônia e fez parte do dispositivo de honra, assim como a reitora da Universidade Federal de Rondônia, Marcele Pereira.

Lembranças e futuro

Nominando cada colega, o desembargador Marcos Alaor descreveu com leveza a trajetória da Escola, a primeira escola de governo reconhecida pela Constituição do Estado de Rondônia, e sua atuação eficiente e sempre em crescente, que além de aperfeiçoar a formação de magistrados(as) e servidores(as), também oferta à comunidade local cursos de pós-graduação, como especialização e mestrado, além de parcerias com instituições nacionais e internacionais. “Como parte do início das festividades dos 40 anos do Poder Judiciário, nós entregamos aos magistrados(as), servidores(as) e à comunidade jurídica a Escola da Magistratura no que era o prédio do Tribunal de Justiça. O que era uma salinha ocupa hoje todas as dependências do que foi o Tribunal inteiro, para se ter ideia do que se tornou a nossa Escola da Magistratura”.

O primeiro diretor da Escola, desembargador aposentado Eurico Soares Montenegro Júnior, parabenizou pelo novo espaço funcional e digno da Emeron. Já Raduan Miguel, que dirige atualmente a entidade e já foi aluno antes da aprovação no concurso para juiz de Direito, emocionado, falou do prédio, das preservações a objetos e instalações simbólicas, como as placas de identificação da garagem da antiga sede do TJRO, que mantém icônicas no local em que hoje funciona a biblioteca. O diretor exaltou o trabalho dos antecessores e apresentou os planos para o futuro.

Autoridades

Também participaram da cerimônia o secretário de governo do Município, Fabrício Jurado, que representou o Executivo de Porto Velho, e o juiz de Direito Sérgio William Domingues Teixeira, falando em nome da Associação dos Magistrados, que prestou uma homenagem ao primeiro diretor. Presentes também o juiz secretário-geral do TJRO, Rinaldo Forti, e os ex-presidentes desembargadores Antônio Cândido, Sebastião Teixeira e Zelite Andrade (aposentados); e também os desembargadores Alexandre Miguel, Daniel Lagos, Gilberto Barbosa, José Jorge Ribeiro da Luz, José Torres, Álvaro Kalix Ferro e Glodner Luiz Paulleto. Autoridades representantes da Justiça Federal, Ministério Público, Tribunal de Contas, advogados, Defensoria Pública e outros órgãos estaduais e federais também prestigiaram a inauguração.

A solenidade foi transmitida ao vivo pelo canal da Emeron no Youtube:

A cobertura de fotos do evento está disponível no perfil do TJRO no Flickr. A banda da PMRO e a banda Agravo de Instrumento, do Judiciário, participaram da cerimônia. Um vídeo que conta a história da Emeron também está disponível:

Fonte: Assessoria de Comunicação

Permitida a reprodução mediante citação da fonte

Acompanhe-nos nas redes sociais: instagram.com/emeron_oficial, twitter.com/emeron_oficial, facebook.com/emeron.oficial e youtube.com/EscolaEmeron

Poder Judiciário de Rondônia
Escola da Magistratura
Av. Rogério Weber, 1872, Centro. CEP 76801-906
emeron@tjro.jus.br
(69)3309-6440