Desde antes da inauguração, no dia 30 de março, da nova sede da Escola da Magistratura de Rondônia (Emeron) – localizada na Av. Rogério Weber, 1872, Centro de Porto Velho –, a direção da Escola tem dado andamento a uma série de visitas institucionais. Nas últimas semanas, foram recebidos no novo prédio representantes de órgãos do estado, como a Polícia Militar e o Instituto Brasileiro de Direito de Família (IBDFAM - Rondônia), além de equipes de gabinetes do Tribunal de Justiça.

Primeiras visitas

Ainda em março, a Emeron recebeu os integrantes da nova composição de seu Conselho Superior (Consu), para alinhamento das atividades no biênio 2022-2023. Os desembargadores Daniel Lagos e Glodner Pauletto e o juiz Audarzean Santana conheceram as novas instalações, guiados pelo diretor da Escola, desembargador Raduan Miguel Filho, e pela vice-diretora, juíza Karina Miguel Sobral, que igualmente integram o comitê.

Outros encontros aconteceram antes da inauguração do prédio, em que foram recepcionados o presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RO), desembargador Paulo Mori, e o também desembargador do TJRO Rowilson Teixeira e, em outra data, a nova cúpula diretiva da Corregedoria Geral da Justiça – CGJ, formada pelo corregedor, desembargador José Antonio Robles, e os juízes auxiliares Johnny Clemes e Inês Moreira. Nesta reunião, discutiu-se a necessidade de adequação do calendário anual de ações educacionais da Escola às designações de magistrados(as) e o planejamento da Especialização em Direito para a Carreira da Magistratura (EDCM). Após a conferência, o passeio pela nova sede contou ainda com a presença dos desembargadores Gilberto Barbosa e Hiram Marques.

A Escola também recebeu a visita de seu primeiro diretor, acompanhado de uma cúpula da Presidência. O desembargador aposentado Eurico Montenegro Júnior, um dos criadores e primeiro diretor da Emeron (1986 a 1991), foi recepcionado ao lado do presidente do TJRO, desembargador Marcos Alaor Grangeia, do docente da EDCM, desembargador Alexandre Miguel, e do juiz auxiliar da Presidência, Guilherme Baldan.

Durante a visita, os desembargadores recordaram as antigas instalações do prédio, que serviu como sede do Poder Judiciário de Rondônia de 1986 a 2008, e compartilharam histórias a respeito do edifício, especialmente sobre o Tribunal Pleno, totalmente restaurado e preservado. Na biblioteca, instalada onde antes funcionava a garagem da sede do TJRO, os visitantes conferiram as identificações das vagas, mantidas nas paredes da unidade. Emocionado, o desembargador Eurico Montenegro afirmou que, ao ajudar a criar a Emeron, não poderia imaginar que um dia ela chegaria a ocupar todo o prédio que um dia pertenceu ao TJRO.

Já em abril, foram recebidas novas visitas, entre elas o IBDFAM, quando participaram da reunião os membros da diretoria da gestão 2022/2023, incluindo a vice-presidente Marilia Benincasa, o diretor de Relações Acadêmicas, Fabio Oliveira, a diretora de Estudos da Adoção e de Temas relativos à Infância e à Juventude, Luciane Costa, e o diretor de Observatório Legislativo e de Jurisprudência, Eliel Soares. Segundo a vice-presidente Marilia, o encontro visou a atualização das atividades do ano de 2022 e a definição de novos eventos voltados ao público acadêmico e profissional. “Também estudamos o desenvolvimento de atividades de pesquisa e participação social, institucional e governamental do Instituto em âmbito estadual”, complementa.

A visita da Polícia Militar de Rondônia à Emeron reuniu o coordenador de ensino da corporação, tenente-coronel Glauber Souto, o gerente de planejamento da Secretaria de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec), Major PM Paulo Henrique Barbosa, além de representante da Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra (Adesg-RO), Hélder Risler. A pauta do encontro foi o curso superior de polícia, habilitação necessária para que o oficial possa galgar o posto de coronel na Polícia Militar, e a possibilidade de a Emeron prestar seu apoio técnico, enquanto Escola de Governo, para suprir a necessidade da PMRO de realizar a formação para os oficiais que estão próximos de serem promovidos ao último posto da corporação.

“A importância da Emeron para a gente é justamente o fato de ser uma Escola de Governo, uma das primeiras da Região Norte, e o know how que adquiriu recentemente por meio da especialização em Direito Ambiental (Ambro), que formou magistrados, membros do Ministério Público, advogados, policiais militares, sendo eu um dos contemplados”, diz o tenente-coronel PM Glauber Souto. Para o oficial, foi uma pós-graduação de excelência, com excepcionais instrutores e professores mestres e doutores de todo o Brasil: “É a busca da Polícia Militar por essa qualidade na formação e isso nós já experimentamos e sabemos que a Emeron possui, então, além da competência e da possibilidade de habilitar, é a excelência com que ela o faz”.

Por fim, no último dia 22, foram recebidos pela direção da Emeron servidores(as) de gabinetes de magistrados do TJRO. Estiveram presentes assessores e assessoras do diretor da Escola e do desembargador Alexandre Miguel, acompanhados por suas respectivas equipes. Já na segunda semana de maio, também foi recepcionado o desembargador aposentado Gabriel Marques de Carvalho, diretor da Emeron no biênio 2000-2001.

Fonte: Assessoria de Comunicação – Emeron

Permitida a reprodução mediante citação da fonte Ascom/Emeron

Acompanhe-nos nas redes sociais:

instagram.com/emeron_oficial

twitter.com/emeron_oficial

facebook.com/emeron.oficial

youtube.com/EscolaEmeron

Poder Judiciário de Rondônia
Escola da Magistratura
Av. Rogério Weber, 1872, Centro. CEP 76801-906
emeron@tjro.jus.br
(69)3309-6440